Hidrelétricas na Amazônia

Imagem

Cento e trinta hidrelétricas devem ser construídas na Amazônia até 2020 acabando com o que ainda resta do meio ambiente e unidades de preservação daquela região. O PDA – Plano de Destruição da Amazônia – está sendo colocado em andamento pelo governo federal, cuja área foi dada aos grupos estrangeiros, principalmente franeses, americanos, ingleses, autríacos presentes no país. Para fornecer energia para essas empresas, o governo de Dilma Roussef curvou-se a eles e, por trás de toda falácia social de que vai resolver o problema da seca no Nordeste, está enganando o povo brasileiro, recebendo milhões para garantir suas gerações familiares enquanto a maioria dos brasileiros financia a obra que vai ser importante para os grupos externos, sem falar na catástrofe ambiental que causará. 

Além disso, retira e interefe diretamente na vida das tribos indígenas que vivem na região, hoje taxados como invasores pela mídia, principal culpada pelo processo de ditadura social que vivemos, já que poucos veículos tem coragem de enfrentar a seca financeira que uma briga direta com o governo federal causaria. Fontes de verbas oficial seriam fechadas e lacradas, impondo aos veículos opositores a obrigação de procurar por verbas  não oficiais e por meio de publicidade privada (o que deve ser fundamental para a liberdade de imprensa).

Como não há um veículo capaz de publicar informações contra o governo, especialmente sobre seus gastos exacerbados, sobre a falta de comando, sobre a corrupção que vigora nos níveis hierárquicos sob o olhar manso de quem deveria pedir innvestigação, prisão e punição, a agenda pública não contém sequer um proposta de melhoria real para o cidadão. Este, por sua vez, continua cego, considerando que a economia ainda está suficientemente no trilho e oferecendo a este pobre eleitor a sensação de que pode gastar  com as coisas que nunca teve na vida. Por causa desta sensação, ele está anestesiado contra os mandos e desmandos do governo, contra as falcatruas dos poderosos, contra os altos salários de políticos, de funcionários públicos, que aprovam nas madrugadas sem que haja qualquer manifestação pública de desaprovação.

Enfim, estamos cientes de que este silêncio imposto pela ditadura social do governo federal, vamos contribuir apnas para o Brasil afundar mais e mais numa crise que se avizinha. E olha, isso não é uma previsão catastrófica, é a realidade.i

Para entender mais, leia: http://raoni.com/atualidade-712.php

 

Anúncios