Bom Natal?

Uma pizza natalina para os mensaleiros.

Uma pizza natalina para os mensaleiros.

Estava perfeito demais. A notícia de que o presidente do STF não aceitou pedido da Procuradoria para efetuar a prisão imediata dos condenados pelo mensalão, mais uma vez prova que no Brasil cadeia é só para preto e pobre, favelado e filho de quem nada pode fazer. O ministro que conduziu brilhantemente o processo sucumbiu as influências e pressão exercida pelos líderes petistas, que querem acabar coma  imprensa e a Justiça neste país, e adiou para uma decisão futura, quando eles deverão ser levados para trás das grades..

Bem, este será mais um caso de condenação, sem prisão. Quando, se algum dia, este tema volta à tona,  provavelmente o prazo para levá-los a cumprir o que determinará a Justiça  já estará mais que ultrapassado, sem contar os remendos  que farão valer pela mídia (que nunca sabe que lado está) nas decisões de quem deverá cassar mandatos ou levá-los efetivamente para a prisão. Sinceramente, a possibilidade de isso se tornar realidade é praticamente zero, se perdeu a chance de provar que crimes de colarinho branco ou cometidos por políticos, deveriam ser , sim, uma demonstração de que a lei é válida para todos. Neste caso, não é, como nunca foi e nunca será…

Somos o país de terceiro mundo, prestes a ser comandado pelo grupo que ficar à frente, que já pensa em calar a imprensa e agora mostra que pode, por meio de pressão e discussão, tentar impor suas regras à corte maior do estado livre e democrático que é o STF. Se uma decisão do STF é abertamente discutida, com fins de não se cumprir o que se determinar, fica claro que o objetivo é confrontar. E ainda se ouve dizer que os deputados foram condenados sem provas, numa ululante demonstração e acusação de que os ministros estão errados e que a Justiça não foi feita.

Então, voltamos a velha discussão, afinal, o mensalão existiu ou não? Se depender dos deputados e senadores que representam o PT e seus aliados, os deputados não serão jamais levados a uma prisão, não vão devolver o dinheiro público desviado e sequer perderão seus mandatos populares, pois o corporativismo impera e conseguiu mudar o rumo das decisões que pareciam trilhar o caminho da Justiça, independente de quem fosse o réu.

Por isso, só posso desejar ao povo um Bom Natal, porque a Justiça continua cega, surda e agora foi calada à força pela tropa de choque dos deputados do PT  e seus aliados incansáveis defensores da roubalheira ampla e aberta, já que ninguém enxerga, ninguém vê e nem sabe de nada, a contar pelo ex-presidente.