Medidas de segurança para a chegada do Timão

Conforme informações publicadas no G1.

 

Concessionária vai concentrar imprensa e torcedores em área a 7km dos terminais de passageiros. (Foto: Divulgação/Concessionária Guarulhos)

Concessionária vai concentrar imprensa e torcedores em área a 7km dos terminais de passageiros. 

O desembarque do time do Corinthians será na Base Aérea de Guarulhos, longe dos terminais de passageiros do Aeroporto Internacional de Cumbica, segundo a concessionária GRU Airport, que administra o aeroporto.

Detalhe da disposição da torcida em Guarulhos (Foto: Divulgação/Concessionária Guarulhos)
Detalhe da disposição da torcida em Guarulhos
Os torcedores serão impedidos de chegar aos terminais com bloqueios realizados por forças de segurança a partir da noite desta segunda-feira (17). O desembarque está previsto para ocorrer no começo da manhã de terça-feira (18) e será realizada pelo Setor 1 – Portão Lago.

“O desembarque do Corinthians no aeroporto não se dará pelos terminais de passageiros, não havendo possibilidade de contato com os jogadores no saguão do aeroporto”, informou a concessionária.

Segundo a GRU Airport, haverá uma área localizada a 7 km do aeroporto onde será reservado espaço para que a imprensa acompanhe a saída. Grades de proteção serão colocadas na via que dá acesso à base aérea para conter eventuais torcedores que se desloquem ao local. Polícia e concessionária desaconselham a ida de torcedores ao local.

De acordo com o capitão Eduardo Tales Mendes, comandante da 2ª Companhia de Choque de São Paulo, até 1 mil policiais militares vão compor o esquema de segurança para recepcionar e escoltar o Corinthians ao local da festa do título mundial.

“Participarão de 500 até 1 mil policiais militares”, disse o capitão ao G1.  “Os jogadores não vão sair pelo desembarque de passageiros. Eles sairão pela área da base área. Não haverá contato entre atletas e torcedores”, disse o capitão, que informou que serão colocados gradis para separar os fãs do aeroporto.

Os jogadores não vão sair pelo desembarque de passageiros. Eles sairão pela área da base área. Não haverá contato entre atletas e torcedores”, disse Eduardo Tales Mendes, comandante da 2ª Companhia de Choque. De acordo com o capitão, os jogadores deverão sair do avião e ir para o ônibus do clube, onde serão escoltados até um local ainda a ser definido para a festa do time, na capital. “Não está programado desfile do time em carro aberto dos bombeiros. Em princípio, deverão estar dentro do ônibus mesmo”, afirmou o capitão.

Antitumulto

As medidas de restrição de acesso foram tomadas para evitar o tumulto registrado no embarque do time para o Japão.  Na ocasião, houve congestionamento na Marginal Tietê e nas rodovias que dão acesso aos terminais. Segundo estimativa da PM, três mil pessoas lotaram o Terminal 2. O tumulto começou quando os jogadores já haviam embarcado.

Ao todo, 150 policiais militares não conseguiram segurar a multidão. O Batalhão de Choque usou bombas de gás. Passageiros que chegavam para embarcar ficaram assustados. Carrinhos de bagagem foram quebrados, um carro danificado e dois policiais saíram feridos.

Anúncios