Aprendam brasileiros!!!

Nos países europeus o transporte público é sagrado. É bem verdade que os trens são um pouco caidinhos, velhos, sujinhos pichados, mas funcionam que é uma beleza. Levam o cidadão de um ponto a outro no horário, sem lotação, ou ainda, para os quatro cantos da cidade. Os trens de superfície, que atendem a área entre o centro e os bairros ou pequenas comunidades mais distantes, também funcionam e até são um pouco destruídos. Já aqueles que ligam cidades a outras cidades (os intermunicipais) ou que faem transporte entre os países o horário é pontual, a carroça é perfeita e limpa, e o cidadão respeita tudo o que representa o coletivo.

Tudo a ver com o que temos aqui, no Brasil, não é?

Nossos trens de metrô são de primeiro mundo, mas o serviço é de terceiro. Estão sempre lotados, o povo troca socos e pontapés par entrar nos vagões, não há horários, não há prazos de viagens e você entra esperando chegar no destino apenas. Os trens de superfíie receberam melhorias, mas os horários continuam para lá de desrespeitados, nos horários de pico a população parace uma boiada quando as portas são abertas e nos levam apenas da região metropolitana e suas ciades para a Capital.

Falar em trens de viagens longas, ligando uma capital a outra, o que esvaziaria, por exemplo, terminais rodviários e estradas, nem pensar. Para um país com tamanho de um continente, os governso deveriam sim, em vez de abrir estradas e deixar correr pelo ralo da corrupção milhões, bilhões de reais, investir numa forma de investir nos trens rápidos entre as capitais. E ainda entre as cidades de ummesmo estado, já que muitos dos nossos estados são maiores que muitos países europeu.

Se lá eles conseguiram enfiar trens entre as cidades com estações modernas nas principais capitais e principais cidades (as menores continuam parecendo subúrbios daqui), por quê não conseguimos realizar essa proeza já que nosso transporte subterrâneo dá mostras de carroças de primeiro mundo?

O problema é a população. O brasileiro não cobra seus direitos, não exige a contrapartida da escachapante roubalheira diária que sofre dos governos municipais, estaduais e federal com seus inigualáveis impostos e leva a vida entre sobra, praia, cervejinha, água fresca e, claro, um jeitinho aqui outr acolá. Não há nenhuma idéia sobre bem coletivo, muito menos de ação coletiva.

A partir da coleta dos impostos, o popvo europeu cobra serviços públicos de qualidade. Exige ser respeitado como ciadão pelos governantes e exige postura decente destes, afinal, foram colocados no governo para atender o coletivo, os cidadãos como um todo independentemente de sua faixa salarial ou classe social. No Brasil, tudo é feito pelo status. Quem está no governo é elite, tem do bom e do melhor, desde transporte nos jatinhos e passagens nas companhias aéreas a gasolina para rodar com seu carrão oficial e motorista particular, sem falar nos salários astronômicos e nas ajudas de habitação, saúde, paletó, funerário, familiar, empregatício e  outros (tudo pago com o dinheiro dos impostos).

O dia em que os brasileiros se unirem vão perceber que somente cm uma exigência popular, esse quadro mudará, para melhor em termos de divisão e distribuição real de rendas, não assistencialismo fajuto, transporte adequado, com garantia de lugar e horário, saúde com atendimento em hospitais que respeitem o cidadão (tenha médicos, equipamentos, enfermeiros e vagas para internamento e cirurgias), segurança onde a polícia esteja nas ruas garantindo o direito de quem trabalha e paga os impostos e prenda a corja de larápios e sanguessugas da sociedade (independentemente de quem for), e, fundamentalmente, educação – com escolas e profissionais que garantam o saber e o discernimento entre o que é direito individual e coletivo para formar jovens que não se deixem levar pelas facilidades de obter dinheiro, carro e coisas de marca simplesmente por fazer parte de gangues ou facções criminosas que se espalham nas perferias dos grandes centros urbanos, fazendo seus bailinhos e distribuindo drogas para pobres e filhos de ricaços, sem nenhuma formação intelectual ou de caráter.

Aprendam brasileiros!!!

Anúncios