Memória política

Num país onde a memória é tão fraca, uma classe, a dos políticos, aproveita o máximo enquanto nós nada fazemos.
 
Faça apenas um exercício, um teste de conhecimento. Você reconhece algumas figuras abaixo, não?
 

Identifique algumas figuiras desta foto

Bem, o gesto acima foi para debochar do aumento dado ao salário mínimo do brasileiro na gestão anterior ao governo Lula, do qual, alguns destes se tornaram célebres ministros, alguns até recentemente. Entre eles estão os denunciados por corrupção, invasão de privacidade, abuso de poder. Mas, para essas  denúncias, a memória do brasileiro foi varrida para baixo do tapete, da mesma forma como as acusações – apesar das provas que hoje estão vindo à tona.

O fato descrito acima foi relembrado na coluna do Merval Pereira, em O Globo. A foto é de maio de 2000, durante a votação do salário mínimo. Naquela época, o aumento dado pelo então governo foi de 19,2%.

Eles acharam pouco e fizeram troça com seus dedinhos indicando aumento “pequenininho”. Naquela época, a política do Real ainda não estava a pleno vapor como atualmente resultado das medidas adotadas lá atrás e que fizeram o governo Lula um dos mais assistencialistas e corrupto, com desvios de verba que, para o brasileiro, de mente curta e necessitado, foi o único que deu alguma coisa para os pobres.

Pois, os aumentos relativos, nos anos que se seguiram, não passaram da casa de um dígito, percentuais muito abaixo daquele.  Os 6,9% estão de bom tamanho, com certeza.

Para este aumento do mínimo a foto que deveria ser produzida é aquela em que as mãos ficam paralelas em posição aberta dedos juntos – com dois palmos uma da outra – como se indicassem o “tamanho” deste “grande” aumentom, uma vez que dar 6,9% de aumento é muito.

Somos um país sem memória e um povo trratado como imbecil.

E ainda temos a mídia que cede espaços para esses  políticos como se fossem personagens de primeira grandeza.

Realmente, é o que merecemos!!!

Brasil, sil, sil…

Anúncios